Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/96
Título: Estudo retrospectivo dos valores de Glicémia dos pacientes diabéticos tipo 2 registados pelos Centros de Saúde públicos do Mindelo, Cabo Verde
Autor(es): Figueroa, Maurício
Santos, Domingos
Cardoso, Maraika
Palavras-chave: Licenciatura Biologia Marinha e Pescas
Diabetes Mellitus tipo 2
Glicémia
Data do documento: 7-Mai-2013
Resumo: O incremento global da industrialização e urbanização, particularmente nos países do Terceiro Mundo, tem determinado a aquisição massiva de hábitos dietéticos pouco saudáveis e menor actividade física. Neste contexto a Diabetes mellitus de tipo 2 (DM2) emerge com proporções epidémicas, significando um desafio colossal para os sistemas nacionais de saúde. Tendo em conta que esta doença mostra padrões variáveis segundo as características de cada região, resulta obvio que só contando com registos fiáveis e informatizados poderá ser feita a gestão adequada deste problema. Neste trabalho foi, em primeiro lugar, criada uma base de dados digital a partir dos registos existentes nos Centros de Saúde públicos da cidade do Mindelo, São Vicente até Agosto de 2012, correspondentes à glicemia em jejum determinados na altura do diagnóstico de pacientes diabéticos tipo 2. Os campos incluídos nesta base foram: sexo, data de nascimento, data do diagnóstico e valor da glicemia. Em segundo lugar, foi efectuada uma análise estatística descritiva, observando-se um número desproporcionalmente maior de pacientes do sexo feminino, quando comparado com as prevalências estimadas de diabetes para ambos sexos. A comparação das distribuições dos valores de glicémia entre sexos mostrou diferenças significativas para o grupo de idades entre 45 a 49 anos (α=0,05). A partir de dados bibliográficos correspondentes à distribuição por idades e sexos da população cabo-verdiana e prevalências globais estimadas da DM, foi calculado um Factor de Oportunidade de Rastreio (FOR) como medida da probabilidade do paciente ser diagnosticado e inferindo-se que o mesmo é proporcional à frequência de utilização dos serviços de saúde. A análise de regressão feita através dum modelo exponencial mostra uma forte correlação (R²=0,58) entre o FOR e a mediana dos valores de glicemia, sugerindo que a frequência de utilização dos serviços de saúde é o factor determinante do estágio no qual é diagnosticada a doença, independentemente do sexo ou a idade.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/96
Aparece nas coleções:Projecto de Fim de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Relatorio_TFC_ Maraika Cardoso.pdf1,46 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.