Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/95
Título: Estudo da Prevalência de Enteroparasitoses em Manipuladores de Alimentos de Escolas Primárias do Mindelo – Cabo Verde
Autor(es): Spencer, Dra Natalina
Dias, Viviane
Palavras-chave: Licenciatura Biologia Marinha e Pescas
Enteroparasitoses
Manipuladores de Alimentos
Data do documento: 3-Mai-2013
Resumo: As doenças veiculadas por alimentos constituem um grave problema de saúde pública, pois se estima que milhões de pessoas em todo o mundo estejam acometidas por doenças transmitidas por alimentos, e a maioria delas está ligada aos hábitos de higiene precários dos manipuladores, à higienização, ao controlo ambiental. O trabalho tem como objectivo principal o estudo da prevalência de enteroparasitoses em manipuladores de alimentos das escolas primárias do Mindelo, dado que as crianças são a faixa etária mais susceptível apresentando seu sistema de defesa pouco resistente a infecções por enteroparasitoses, e os manipuladores de alimento são a maior forma de contaminação de alimentos. Participaram neste estudo 30 manipuladores de alimentos, todos do sexo feminino e com faixa etária entre 22 e 63 anos de idade. No total das amostras estudadas 73% estavam infectadas por um ou mais parasitas. Foram avaliados alguns aspectos socio-econômicos e as condições sanitárias dos manipuladores que se relacionam com aspectos epidemiológicos das enteroparasitoses. Dentro deste contexto foram avaliados alguns fatores sócio-econômico dos participantes como: o nível de vida, o número de pessoas e animais domésticos residentes no domicilio, abastecimento de água, instalações sanitárias e a zona onde reside. Neste trabalho pode-se notar que as enteroparasitoses com elevada ocorrência foram os Protozoarios pertencendo à classe das Entamoebas sendo que dos 73% parasitados 60% era por Entamoeba coli. O alto grau de parasistismo pode estar associado ao não uso de luvas e máscaras. Apesar do método direto a fresco seja considerado de pouca sensibilidade foi o método de detecção onde foi encontrado maior percentagem de parasitas. Conclui-se que, os manipuladores de alimentos das escolas primárias do Mindelo apresentaram elevados índices de enteroparasitoses, havendo necessidade de uma melhor vigilância epidemiológica por meio de exames parasitológicos e educação sanitária a todos esses indivíduos.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/95
Aparece nas coleções:Projecto de Fim de Curso

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Relatorio_TFC_ Viviane Dias.pdf2,07 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.